sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Presos tinham até roteador dentro do presídio de Castanhal


Durante Operação Sentinela II, realizada na última quarta-feira (20), no Centro de Recuperação Regional de Castanhal (CRCAST), região do nordeste paraense, foram apreendidos os seguintes objetos: 14 telefones celulares com chips, 3 estoques (tipo de faca artesanal produzida por internos), 2 tabletes de maconha e 2 serras. Até um roteador Wi-Fi de Internet foi encontrado na unidade prisional.

Todo material apreendido ficou de ser apresentado na Delegacia de Polícia Civil do centro de Castanhal, para os procedimentos legais. Os internos foram colocados no solário enquanto a revista acontecia na casa penal. Ao todo, 31 policiais militares participaram da operação, juntos com agentes da Superintendência do Sistema Penitenciário (Susipe).

A direção do CRCAST deverá abrir uma sindicância para apurar o caso e tentar descobrir de que maneira os objetos foram parar nas celas. Após a revista, todos os internos retornaram às celas.


Por Tiago Silva (Diário do Pará) 

Desconhecido atira e mata suspeito de roubo de motocicleta

                              
Na manhã de quarta-feira (20), por volta das 11h, policiais militares da 1ª Companhia Independente de Polícia Militar (1ª CIPM) foram informados sobre uma pessoa que havia sido alvejada por disparo de arma de fogo e que estava caída na altura do km 10, às margens da rodovia PA-136, zona rural da cidade de Castanhal, região do nordeste paraense.

No local, foi encontrado Hugo Santos Portela, de 23 anos, com uma perfuração de disparo de arma de fogo bem no peito. Ele foi socorrido e encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas de Castanhal, onde morreu logo que deu entrada. Da UPA, o corpo foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) da mesma cidade. A reportagem do Diário não encontrou nenhum parente da vítima para falar sobre o caso.

Já na manhã de ontem (21), na Delegacia de Polícia Civil do Centro de Castanhal, durante entrevista coletiva com a imprensa, o delegado João Inácio informou que Hugo Santos Portela estava em uma motocicleta que havia sido roubada na localidade conhecida como Areia Branca, pertencente ao município de Santa Izabel do Pará. “Não sabemos ainda quem atirou no Hugo”, disse o policial civil. Ainda de acordo com o delegado, dentro da mochila de Hugo Santos foi encontrada uma arma de fogo de fabricação artesanal.

A arma e a motocicleta roubada foram levadas à delegacia. O veículo ficou de ser devolvido ao dono, após os procedimentos legais. A arma de fogo foi encaminhada ao IML para ser periciada. O caso está sendo apurado pela Polícia Civil.


Por Tiago Silva (Diário do Pará) 

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Acusado de homicídio em Igarapé-Açú é preso pela PM em Castanhal

Nesta terça-feira (19), uma guarnição da Polícia Militar efetuou a prisão de Fernando Andrade Garcia, mais conhecido por “Nando”, o qual tinha mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça de Igarapé-Açu, acusado de cometer um homicídio naquela cidade.
Fernando matou a tiros, no dia 02.09.2017, no bairro da Portelinha, naquele município, o próprio cunhado Antonio Marcos Nunes. Ele fugiu na época e foi localizado no bairro Santa Catarina, em Castanhal. Ao ser flagrado e encaminhado à delegacia, Fernando confessou o crime. Ele agora está à disposição da justiça.
Redação Notícia Virtual (Com informações do repórter Tiago Silva)

Moto de autoescola é recuperada pela Guarda Civil de Castanhal

A Guarda Civil de Castanhal recuperou mais uma motocicleta, desta vez, de uma autoescola que tinha sido roubada e foi abandonada num matagal as proximidades da Escola CAIC, no bairro da Saudade.
O crime ocorreu por volta das 16h30, desta terça-feira (19). A motocicleta pertencente a uma autoescola, foi tomada de assalto as proximidades da Escola Clotilde Pereira, no bairro Nova Olinda. Segundo testemunhas, um dos bandidos ainda atirou contra o instrutor da autoescola, mas, o mesmo não foi atingido.
A Guarda Civil foi acionada e em poucas horas a moto foi recuperada. O veículo estava em uma área de mata as proximidades da Escola CAIC, no bairro da Saudade. Os suspeitos não foram localizados.
Redação Notícia Virtual (Com informações do repórter Tiago Silva)

Preso acusado de tentar matar a companheira em Castanhal

Mateus Gomes Menezes, conhecido como “Peixe”, foi preso em Castanhal, nordeste do Pará, nesta terça-feira (19), em cumprimento de mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça.
Ele é suspeito do crime de tentativa de feminicídio. A vítima foi a companheira do acusado. A prisão foi realizada por policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM) de Castanhal, sob coordenação da delegada Ana Paula Chaves.
O crime foi registrado no mês de junho deste ano em Castanhal. Mateus Gomes efetuou quatro disparos contra a vítima. Após o crime, o acusado fugiu da cidade. Mateus Gomes também é suspeito de envolvimentos em outros homicídios ocorridos na região.
Assim que localizaram Mateus Gomes, os policiais civis deram cumprimento à ordem de prisão e o conduziram até o Sistema Penitenciário de Castanhal. O acusado está recolhido à disposição de Justiça.
(Com informações da Polícia Civil)

Homem é preso pela PC de Castanhal por crime de estupro contra adolescente

A Polícia Civil prendeu, nesta terça-feira, 19, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, no município de Castanhal, nordeste do Estado, Josivan Cosmo da Silva, acusado de estuprar uma adolescente, de 15 anos. A vítima teria sido abusada durante cinco anos, desde os 9 até os 14 anos de idade. Na época dos crimes, segundo informações apuradas no inquérito policial, a vítima e o acusado residiam na cidade de Tucuruí, no sudeste do Estado. A prisão foi realizada por uma equipe de policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e Adolescente (Deaca), de Castanhal.
A ordem de prisão foi expedida pela Vara Criminal de Tucuruí. Segundo a delegada Aline Boaventura, titular da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis da Polícia Civil (DAV), à qual a Deaca é vinculada, a mãe da adolescente registrou a ocorrência contra o acusado. Os abusos ocorreram, em maioria, na época em que acusado e vítima moravam em Tucuruí. A denúncia foi feita em Castanhal, em janeiro deste ano, quando foi instaurado inquérito policial para apurar o crime.
Segundo a delegada, o caso foi só comunicado pela mãe após a família da vítima se mudar para Castanhal. O fato passou a ser investigado e a jovem passou por exames médicos, sociais e perícias necessárias para auxiliar as investigações. Com base nas provas, foi solicitada à Justiça a prisão preventiva do acusado. Preso, ele já está recolhido no presídio do Centro de Recuperação Regional de Castanhal para responder pelo crime na Justiça.
Fonte: Ascom Polícia Civil do Pará

No próprio local de trabalho, empresário é brutalmente assassinado


A cidade de Castanhal, no nordeste paraense, amanheceu ontem com a notícia de uma morte cruel e covarde. Um empresário do ramo imobiliária, identificado como Walfredo Cesar, de 57 anos, foi encontrado morto em uma área que fica por trás de seu escritório, localizado na rua Quintino Bocaiuva, entre as ruas Comandante Assis e Presidente Kenedy, no bairro Estrela, bem próximo ao centro comercial da “Cidade Modelo”.

Atualmente Walfredo Cesar estava separado da esposa e morava no local, onde também funcionava seu escritório denominado “Cesar Imóveis”. Walfredo sempre ficava até tarde trabalhando no local. Ontem, por volta das 6h30, quando sua empregada doméstica chegou para iniciar seus serviços encontrou seu patrão de bruços, no chão, e todo ensanguentado. Logo ela chamou os vizinhos, que acionaram a Polícia Militar. “No local encontramos um terçado. No corpo da vítima foram detectadas várias perfurações e cortes, possivelmente provocadas por arma branca, faca ou terçado”, disse o sargento Marco Antônio, da Polícia Militar. Ainda de acordo com o policial militar, muitos objetos de valor, como 2 câmeras fotográficas profissionais, não foram roubados.

O delegado Paulo Benício, da Polícia Civil, também esteve no local e não descarta a possibilidade de um latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Tudo vai ser apurado pela Divisão de Homicídios aqui da cidade, para saber se algum objeto foi ou não subtraído do local. Mas o que tudo indica é que a vítima ainda lutou pela vida, travando luta corporal com o ou os assassinos. Havia várias manchas de sangue pelas paredes”, informou o policial civil. Acredita-se que o crime tenha sido cometido no final da noite ou durante a madrugada, já que o sangue estava seco. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), para passar por exame de necropsia.

Antes da chegada da polícia, vários curiosos entraram no local, tiraram fotos e postaram nas redes sociais. Com a chegada da Polícia Militar, a área foi isolada até a chegada de peritos do Instituto de Criminalística Renato Chaves. Muitos amigos de Walfredo Cesar ficaram perplexos e diziam não acreditar no que tinha acontecido. Um filho dele esteve no local e disse apenas a frase – “mataram meu pai!” – em seguida saiu para avisar outros familiares. As policias civil e militar realizaram incursões às proximidades, mas não encontraram nenhum suspeito de envolvimento no crime.

Indignados, nas redes sociais, amigos do empresário Walfredo Cesar desabafaram dizendo que a cidade está muito violenta. “Meu vizinho. Fica uma grande tristeza. É difícil acreditar em uma morte tão brutal. Castanhal pede paz”, escreveu Mary Trindade. “Lamento muito que Castanhal perdeu mais um cidadão de bem, por causa da incompetência de nossos governantes”, escreveu Milton Nascimento Silva. Os locais de velório e sepultamento não foram informados pela família da vítima.


Por Tiago Silva (Diário do Pará)