sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

CARRETEIRO É EXECUTADO A TIROS EM CASTANHAL

Na madrugada de hoje, por volta das 2h30min, aconteceu um homicídio na cidade de Castanhal, nordeste paraense. A vítima, identificada pelo prenome de Fabrício, que serial natural do município de Ourém, estacionou uma carreta carregada com seixos, em um posto de combustíveis situado às margens da rodovia BR-316, no bairro jaderlândia, periferia de Castanhal. Fabrício teria saído para comprar lanche e quando retornou foi morto dentro da carreta com pelo menos 4 tiros efetuados por um desconhecido que fugiu correndo. Mais detalhes a qualquer momento.

Reportagem: Tiago Silva

HOMEM QUE MATOU POLICIAL EM CASTANHAL ESTÁ PRESO EM GOIÁS

"Tiaguinho da Cabanagem"
Segundo o delegado Temmer Khayatte, da Delegacia de Homicídios (DH), está preso, em Goiânia / GO, o assaltante que matou o cabo Corrêa, da Polícia Militar. Corrêa foi assassinado em dezembro do ano passado, dentro de uma farmácia localizada no centro da cidade de Castanhal / PA. Na farmácia acontecia um assalto quando o cabo Corrêa entrou no estabelecimento para comprar um remédio para o pai dele. O policial militar foi abordado, reagiu e acabou morto a tiros. No confronto um dos criminosos também foi morto a tiros. Outros dois assaltantes conseguiram fugir.

Ontem, o delegado Temmer Khayatte, da Polícia Civil de Castanhal, disse à imprensa que um dos envolvidos foi preso recentemente em Goiânia, capital de Goiás, acusado de falsificação de documento público. Depois foi descoberto que se trata do vulgo "Tiaguinho da Cabanagem", morador de Belém do Pará. O acusado confessou que matou o cabo Corrêa. "Tiaguinho da Cabanagem" é considerado da mais alta periculosidade e costumava postar fotos nas redes sociais exibindo armas de fogo. Um terceiro envolvido na morte do cabo Corrêa continua foragido. Ele não teve a identidade revelada ainda.

Nos próximos dias, "Tiaguinho da Cabanagem" será recambiado para um presídio do Pará, onde ficará custodiado e respondendo pelo assassinado ocorrido na cidade de Castanhal.

Reportagem: Tiago Silva

PRESOS SUSPEITOS DE FURTAR PISTOLA DE POLICIAL MILITAR

Uma pistola calibre Ponto 40, que havia sido furtada de dentro do carro de um cabo da Polícia Militar, na quarta-feira última, em Salinópolis, nordeste do Estado, foi recuperada, na tarde de ontem, por policiais da 1ª Companhia Independente de Polícia Militar (Cipm), comandados pelo major Josimar Leão Queiroz. Duas pessoas foram presas. Uma pistola calibre 380 também foi apreendida.

Carlos Alberto Batista Mendes, 34, e José Lopes Maciel Junior, de 35 anos de idade, foram presos bem em frente da Caixa Econômica Federal, no centro comercial de Salinópolis. Eles foram acusados e reconhecidos por várias vítimas de furtos em interior de carros e hotéis daquele município. “Eles usavam chaves de fendas para arrombar carros e furtar objetos de valor, além de dinheiro. Uma das vítimas foi um policial militar que teve seu carro arrombado e sua pistola Ponto 40 furtada de dentro do veículo”, afirma o major Josimar Leão Queiroz. Ainda de acordo com o oficial da PM, os acusados usavam cartões de créditos de vítimas para sacar dinheiro e pagar contas pessoais.

Ao serem presos, Carlos Alberto e José Lopes disseram aos policiais militares onde estavam escondidas as bolsas e roupas furtadas de hospedes de hotéis de Salinópolis. Todo o material estava enterrado no quintal de uma residência localizada às proximidades da agência do Bradesco. Na casa também foi recuperada a pistola Ponto 40, furtada de dentro do carro do cabo da PM, e uma pistola calibre 380 municiada. A prisão dos acusados foi feita pelo cabo Paiva, mais os soldados Nascimento e Carvalho, todos da Polícia Militar. Ainda participaram da operação os investigadores Carvalho e Thaiana, da Polícia Civil.

Os presos e os objetos recuperados foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Salinópolis, onde foram apresentados ao delegado Vicente Leite. Os acusados foram autuados pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e furto. Carlos Alberto Batista Mendes e José Lopes Maciel Junior, naturais de Belém, foram encaminhados ao presídio de Salinópolis, para ficarem à disposição do poder judiciário.

Reportagem: Tiago Silva

JOVEM É ENCONTRADO MORTO NA PRAIA DO CRISPIM

Elison dos Santos Romário, de 27 anos de idade, foi encontrado morto ontem, por volta das 10h, nas águas profundas e salgadas da praia do Crispim, pertencente ao município de Marapanim, nordeste paraense. Segundo informou o tenente-coronel Bastos, do 2º Grupamento do Corpo de Bombeiros Militares (2º GBM), “o jovem desapareceu na noite da última segunda-feira (8), quando morreu vítima de afogamento tentando atravessar nadando o canal da praia de Algodoal, ainda em Marapanim”.

O corpo passou pela praia de Marudá e só foi encontrado três dias depois (ontem), por pescadores, em Crispim. Os pescadores usaram uma corda para rebocar o cadáver até a localidade de Camará, onde foi removido por peritos para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Castanhal, onde ficou de passar por exames de praxe. Antes do achado, homens do Corpo de Bombeiros, ao comando do tenente Mikaias, faziam buscas naquela área.

O BLOG esteve no IML de Castanhal, mas não localizou nenhum familiar da vítima para falar sobre o caso. A Polícia Civil deverá abrir um inquérito, para que o caso seja apurado e descobrir as verdadeiras causas da morte.

Reportagem: Tiago Silva

FORAGIDOS DE JUSTIÇA SÃO RECAPTURADOS EM CASTANHAL E MARUDÁ

A Polícia Civil recapturou, ontem, na região nordeste do Pará, dois fugitivos do Sistema Penitenciário do Estado. Ambos estavam com mandados judiciais de recaptura. Athus Roberto Pantoja de Araújo foi localizado no distrito de Marudá, em Marapanim. Antônio Jorge Souza Pinheiro foi localizado no município de Castanhal.

Antônio Jorge e Athus Roberto
Athus Roberto foi preso durante investigações coordenadas pelo delegado Miguel Pinheiro, da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) de Marudá. Informações recebidas pela equipe policial eram de que Athus estava envolvido em roubos registrados na Unidade Policial. Segundo o delegado Miguel Pinheiro, da Polícia Civil, o preso estava na condição de fugitivo desde abril do ano passado e, desde então, estava praticando assaltos sem, no entanto, ter sido preso em flagrante após os crimes.

Com base nas denúncias, a equipe da UIPP de Marudá já investigava o paradeiro do acusado que, dessa forma, acabou localizado e preso pelo investigador Gurjão, para então, ser conduzido, inicialmente, à Unidade Policial, de onde foi transferido ao Sistema Penitenciário para continuar a responder pelo crime.

OUTRO PRESO

Já Antônio Jorge Souza Pinheiro foi recapturado dentro de uma casa situada no bairro São José, periferia da cidade de Castanhal. Ele foi preso pelos investigadores Kleiton e Sandro Dias, da 12ª Seccional da Jaderlândia. Antônio Jorge Souza, de apelido “Lourinho", cumpria pena por ter cometido assaltos, mas estava atualmente foragido do sistema penal. Antônio Jorge e Athus Roberto retornaram ao Sistema Penitenciário, para continuarem a responder pelos crimes, em regime fechado.

Reportagem: Tiago Silva

BANDO ARROMBA E ASSALTA BANCO EM SÃO FRANCISCO DO PARÁ

Bandidos (não se sabe quantos) arrombaram a agência do Banco do Brasil (BB) de São Francisco do Pará, município do nordeste paraense, e roubaram dinheiro de 2 cofres. O valor não foi informado pela gerencia do Banco. Os criminosos ainda conseguiram roubar 3 revolveres calibre 38 e mais 20 munições intactas do mesmo calibre. As armas de fogo eram de vigilantes e estavam guardadas com as munições dentro de uma das salas do prédio.

A agência bancaria é localizada no centro de São Francisco do Pará, próximo de uma praça pública, onde algumas pessoas costumam estacionar seus carros automotivos para ouvir músicas, muitas das vezes em alto volume. Por esse motivo, não foi possível que os moradores daquela área ouvissem a porta de trás do Banco do Brasil sendo arrombada. Já dentro do estabelecimento, os criminosos teriam usado um maçarico para abrir os 2 cofres. O alarme também não foi acionado por que o sistema foi desativado pelos assaltantes.

O arrombamento aconteceu na noite do último domingo (7), mas a ação audaciosa só foi descoberta 3 dias depois quando, ao meio-dia de ontem, o gerente do BB compareceu na delegacia de São Francisco do Pará e informou o ocorrido para o delegado Pamplona, da Polícia Civil. Imagens captadas por uma câmera do circuito interno registrou o momento em que um dos envolvidos no arrombamento tenta virar a câmera. Ele tentou encobrir o rosto usando a própria camisa, mas não conseguiu.

A polícia trabalha com a imagem para tentar identificar e prender o suspeito e o restante da quadrilha. O caso também está sendo investigado por policiais civis da Delegacia de Repressão de Roubos a Bancos (DRRB), de Belém. Quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro dos suspeitos poderá ligar para o número 181, o disque denúncia da Polícia Civil.

Reportagem: Tiago Silva

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

RAPAZ É APEDREJADO POR 6 PESSOAS NO BAIRRO IANETAMA

Na madrugada de ontem (quarta-feira, 10,), por volta das 2h30min, uma guarnição da Policia Militar recebeu um chamado via Niop dando conta que no bairro Ianetama, periferia da cidade de Castanhal, nordeste paraense, em frente de um bar, estava um jovem jogado ao chão, vítima de apedrejamento.

Os policiais militares foram até o endereço informado e constataram que a vítima, ainda não identificada, estava com vários cortes pela cabeça e sangrava bastante. O rapaz foi apedrejado por várias pessoas também ainda não identificadas pela policia. Moradores do bairro Ianetama disseram à Policia Militar que o crime foi praticado por 5 homens e uma mulher.


O jovem foi socorrido e levado para a UPA 24 horas de Castanhal e depois ficou de ser transferido para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua. Seu estado de saúde era considerado grave. A polícia tenta descobrir o que teria motivado o crime.

Hoje (12/02/16), recebemos a informação de que esse rapaz não teria resistido aos ferimentos e morrido. Ele teria sido identificado como Paulo Victor, de idade ainda não revelada. O corpo dele, segundo informações, está sendo velado na casa dos pais, situada no bairro Caiçara, mais precisamente na Alameda Curuçá, próximo ao antigo supermercado Oriental. O sepultamento está marcado para acontecer na tarde de hoje, em um cemitério público de Castanhal. A motivação para o crime ainda é desconhecida.

Reportagem: Tiago Silva