quarta-feira, 29 de março de 2017

PM recupera em São Domingos moto que foi roubada em Castanhal



Uma senhora que foi vítima de assalto na cidade de Castanhal recebeu a notícia de que sua motocicleta foi recuperada na cidade de São Domingos do Capim. Alana Matos Araújo foi vítima de assalto no último dia 06/03. Os bandidos levaram sua motocicleta Honda Biz 125, ano 2013, de cor Branca, além de outros pertences pessoais.

Felizmente, nesta terça-feira (28), em São Domingos do Capim, a guarnição composta pelos Sargentos Luz e Vasconcelos, cabo Gama e soldado Wallace, realizava rondas naquele município, quando na sétima rua efetuou a abordagem de um rapaz em atitude suspeita. Trata-se de Raimundo Bruno David dos Santos, 19 anos, o qual estava de posse da motocicleta com registro de roubo.


O mesmo foi conduzido para a Delegacia de Polícia para os procedimentos cabíveis. A moto será entregue a sua verdadeira proprietária.

Repórter Tiago Silva / Rota Castanhal



Polícias Civil e Militar cumprem mandado de busca e apreensão em Inhangapi



Policiais civis e militares deflagraram na última terça-feira (28), por volta de 12h30, uma ação conjunta em cumprimento a mandado de busca e apreensão, expedido pelo poder judiciário de Inhangapi, em desfavor de Raimundo Araújo dos Santos Júnior, suspeito de cometer assaltos.

                 
Durante a ação, foram encontrados na residência do suspeito um revólver calibre 38 especial, da marca “Rossi”, com cinco munições intactas, além de seis petecas de uma substância entorpecente, possivelmente, pasta base de cocaína, um aparelho celular da marca Samsung, um aparelho celular da marca Motorola, dois chips, um celular da marca Lenovo, uma toca ninja preta, um relógio dourado marca Orient, um aparelho Play Station 2 com 03 controles e uma máquina de cortar cabelo. Todos os objetos estavam em poder de Raimundo, e sem documentos que comprovassem sua procedência.

Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia para os procedimentos legais. A equipe da Polícia Civil foi composta pelo delegado Joasil Serão e investigador Sandro. Pela polícia militar participaram 1º sargento Edival, 3º sargento Evandro, cabo Câmara, cabo Barros, cabo Mendonça e soldado Daniel.

Repórter Tiago Silva / Rota Castanhal


Guarda de Castanhal e Semutran apreendem moto clonada



A Guarda Civil Municipal e a Semutran tiraram de circulação uma motocicleta que, ao que tudo indica, vinha sendo utilizada para a prática de assaltos em Castanhal. A situação foi registrada nesta terça-feira (28), as 11h30, no centro da cidade, próximo a agência do INSS.

A moto Honda Pop 100cc estava com a placa clonada, cor adulterada (era vermelha de origem e estava pintada de preto) e com o chassis arrancado. O suspeito que estava de posse do veículo conseguiu fugir, porém, os agentes da GCM e Semutran apreenderam a motocicleta.


Repórter Tiago Silva / Rota Castanhal

quarta-feira, 15 de março de 2017

JOVEM É EXECUTADO COM VÁRIOS TIROS EM CASTANHAL

José Thiago Silva e Silva, de 23 anos, foi morto a tiros na cidade de Castanhal, região do nordeste paraense. O crime aconteceu na noite de segunda-feira (13), por volta das 21h30min, no bairro Nova Olinda, mais precisamente na rua Major Wilson.

O sargento Sena, da Polícia Militar, comunicou, em boletim de ocorrência, que estava de serviço na viatura 0517, em companhia do cabo PM Quaresma, quando foram informados pelo 190 sobre um tiroteio na rua Major Wilson, esquina com a Comandante Assis, no bairro Nova Olinda. “No local informado estava um carro modelo Ônix, cor prata, abandonado. Bem próximo, em um terreno baldio, havia um homem caído no meio do mato. Ele apresentava perfurações provocadas por disparos de arma de fogo no rosto e em outras partes do corpo, mas ainda respirava”, disse o sargento PM Sena.

Logo foi acionado o Corpo de Bombeiros. O rapaz foi socorrido e levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 Horas, onde morreu poucos minutos depois de dar entrada naquela unidade de saúde. A vítima foi identificada como o José Thiago Silva e Silva, de 23 anos. Em seguida, o corpo de José Thiago foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) de Castanhal, onde passou por exame de necropsia. Depois foi liberado aos familiares para velório e sepultamento.

Ainda no local do crime, os policiais militares observaram que o carro, que seria de propriedade da vítima, apresentava uma perfuração de projétil de arma de fogo no vidro da janela do lado esquerdo (lugar do motorista). A porta traseira do lado direito estava aberta, sendo que as demais portas estavam fechadas e travadas. No interior do Ônix prata, junto ao câmbio, havia uma cápsula de uma arma de fogo do tipo e calibre ainda não identificados. Também dentro do veículo tinha manchas de sangue, levando a crer que o boleamento aconteceu quando a vítima ainda estava dentro do carro.

O veículo foi removido para o pátio da delegacia do centro da cidade, onde caso foi registrado no plantão do delegado Patrícia Pontes, da Polícia Civil. A motivação e autoria do crime ainda são desconhecidas.

Reportagem: Tiago Silva

ACUSADO DE HOMICÍDIO NO PARÁ É PRESO NO MARANHÃO

Policiais civis do Estado do Maranhão, com apoio de policiais civis da cidade de Castanhal, no nordeste do Pará, prenderam José Thiago Soares da Silva, acusado de ter cometido um homicídio. O crime aconteceu em Castanhal, no mês de outubro do ano passado. O acusado foi preso sexta-feira (10), na cidade de Barreirinhas/MA.

A vítima foi Maurício José Damasceno da Paixão, de idade não revelada. Na época, Maurício José foi alvejado por disparos de arma de fogo na cabeça e morreu no hospital, por volta das 18h do dia 03/10/2016. “O autor do crime mantinha relacionamento extraconjugal com a esposa da vítima. E, após tomar conhecimento que a vítima teria a intenção de matá-lo, José Thiago se antecipou e matou Maurício José”, explicou o delegado Temmer Khayat, superintendente da Polícia Civil de Castanhal.

A investigação sobre o crime foi realizada pela equipe do delegado Rayrton Carneiro, titular da 12ª Seccional do Jaderlandia de Castanhal/PA, onde o policial civil representou pela prisão do acusado. “Com o apoio do NAI (Núcleo de Apoio a Investigação) conseguimos monitorar o acusado e descobrimos que ele estava no Maranhão. Após contato com policiais civis daquele Estado, conseguimos prender o José Thiago, que confessou a autoria do crime”, detalhou o delegado Rayrton Carneiro.

José Thiago Soares da Silva será transferido para a cidade de Castanhal, no nordeste do Pará, onde ficará custodiado no presídio à disposição da justiça até o dia de seu julgamento. “É mais um acusado de homicídio preso e um trabalho concluído com sucesso”, finalizou Reyrton Carneiro, delegado de Polícia Civil.

Reportagem: Tiago Silva

MISTÉRIO: HOMEM APARECE MORTO COM MARCAS DE TIROS PELO CORPO

A Polícia Civil, por meio da delegada Ariane Magno Gomes, instaurou um inquérito para investigar um homicídio que aconteceu na madrugada de domingo (12) na cidade de Castanhal, região do nordeste paraense, onde um homem foi encontrado morto com marcas de tiros pelo corpo.

O investigador Carlos Alberto estava de plantão na Delegacia de Polícia Civil do bairro Centro de Castanhal quando, por volta das 3h30min, foi informado por policiais militares do Niop (Núcleo Integrado de Operações – 190) que um corpo havia sido encontrado jogado na rua Maximino Porpino, quase de esquina com a avenida Presidente Vargas, bem no centro comercial da cidade. Após as informações, os investigadores Carlos, Castelo e a delegada Ariane foram até o local e constataram que a informação era verdadeira.

No local, estava o corpo de um homem não identificado. Durante a remoção do corpo, peritos do Instituto Médico Legal (IML) detectaram perfurações provocadas por disparos de arma de fogo. Também no local esteve uma guarnição da Polícia Militar colhendo informações sobre como teria acontecido o assassinato. Moradores de rua disseram que a vítima caminhava normalmente quando, em determinado momento, 2 desconhecidos passaram e atiraram contra o homem, que morreu na hora. Os moradores de rua não deram mais detalhes sobre o crime.

Reportagem: Tiago Silva

DUPLA ACUSADA DE ASSALTO É PRESA COM ARMA DE FOGO E DROGAS

Dois homens foram presos pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Eles ainda são acusados de terem cometido assaltos no município de Bujaru, no nordeste paraense. A prisão da dupla aconteceu no final da noite de quarta-feira (8), por volta das 23h30min, depois que policiais militares receberam uma denúncia anônima informando que membros de uma gangue estariam escondidos em uma casa abandonada, localizada no bairro Centro de Bujaru, mais precisamente na primeira rua da invasão do “Cocal”.

Na denúncia dizia ainda que a casa funcionaria como ponto de preparo e comercialização de entorpecentes. De posse das informações, o sargento Frazão, mais o cabo Nilton e os soldados Barbosa e Luciana se dirigiram para o endereço informado, onde de início foram encontradas 2 mulheres. Ao serem perguntadas sobre onde estariam os denunciados, elas responderam que no imóvel não havia mais ninguém além delas. Mas, durante uma varredura na residência, os policiais militares acabaram encontrando 2 homens alvos da denúncia, que estavam escondidos debaixo do assoalho. Eles foram identificados como Hioran Piedade Santos e Jefferson de Oliveira Raiol, ambos de idades não informadas. Hioran e Jefferson já vinham sendo procurados pelas policias civil e militar, suspeitos de terem cometido assaltos em Bujaru. Contra eles, de acordo com o que consta registrado no boletim de ocorrência, existia mandado de prisão para ser cumprido.

Durante uma revista mais detalhada foi encontrado um revólver calibre 38 com 5 munições intactas, mais 2 cartuchos de espingarda calibre 16, também intactos. Entorpecentes dos tipos óxi e pasta base de cocaína também foram achados e apreendidos, além de uma balança de precisão e apetrechos utilizados na embalagem dos entorpecentes, como: linha, tesoura e cacos plásticos cortados em pedaços pequenos. Até um cachimbo usado para queimar pedra de crack foi encontrado. 4 telefones celulares, diversos chips e uma TV, que seriam produtos de roubo, também estavam na residência.

Todo o material apreendido e os acusados foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil de Bujaru, no plantão da delegada Gersica Raphaela Veiga da Silva. Os presos Hioran Piedade Santos e Jefferson de Oliveira Raiol foram autuados pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e munições, tráfico de drogas e, se for comprovado que os telefones celulares e a TV são produtos de roubo, os presos também responderão por receptação. A dupla ficou de ser transferida para uma das casas penais do Complexo Penitenciário de Santa Izabel, na região metropolitana de Belém.

Reportagem: Tiago Silva