quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Três mulheres são detidas após tentativa de furto

Três mulheres foram detidas na tarde de ontem após tentarem furtar produtos de higiene pessoal e medicamentos de uma farmácia, no centro comercial do município de Igarapé-Açu, no nordeste do estado. As acusadas foram apresentadas na delegacia de Polícia Civil, onde foram autuadas em flagrante e logo em seguida encaminhadas para um presídio feminino.
        
Segundo informações da Polícia Militar, ontem, por volta das 14h30min, seguranças da farmácia Diofarma solicitaram a presença de uma guarnição policial para realizar a prisão de três mulheres que teriam sido flagradas tentando furtar produtos do estabelecimento, situado na Avenida Barão do Rio Branco. De acordo com a equipe de segurança, as acusadas teriam escondido diversos frascos de desodorantes, além de potes de remédios dentro de sacolas plásticas.
        
Ao chegar no local, a guarnição, composta pelos cabos Ronival, Sandro
e pelo soldado Neto, deteve Silvia Letícia Santos Gonçalves, Raimunda Costa Soares e Eliene Ferreira Costa, todas moradoras de Belém, e já reincidentes pela pratica de furto. As acusadas foram apresentadas na delegacia de Igarapé-Açu, onde o delegado de plantão as autuou em flagrante para depois encaminhá-las para o Centro de Recuperação Feminino (CRF), em Ananindeua.        

Texto e foto: Tiago Silva

Homem comandava roubos de dentro da cadeia

Segundo a Polícia Civil, era através de ligações feitas por aparelhos celulares que de dentro do presídio de Americano partiam as ordens para que criminosos cometessem assaltos nos municípios do interior do estado e na capital paraense. O esquema foi descoberto depois que três integrantes de uma quadrilha foram localizados, em Castanhal, cidade nordeste do Pará. Na casa onde os acusados estavam a polícia encontrou veículos com registros de roubo. Os envolvidos foram autuados em flagrante.
        
As investigações apontam o detento de apelido "Marcelo bob", que responde por diversos crimes no presídio de Americano, como sendo o chefe da quadrilha. Seria "Marcelo bob" a pessoa responsável em comandar diversos assaltos. Os alvos do bando eram sempre carros e motocicletas de alto valor no mercado. Após os roubos, os veículos eram revendidos por um valor simbólico para receptadores. 
        
Depois de vários veículos serem roubados, em Castanhal, a Polícia Civil passou a investigar os casos e descobriu que integrantes do bando tinham como base uma casa, localizada no bairro Santa Helena. No início da manhã de ontem quatro investigadores, sob o comando de um delegado, montaram campana ficando por aproximadamente três horas às proximidades da casa denunciada. Já por volta das 11h, os agentes da lei resolveram adentrar no imóvel, onde encontraram um carro e uma motocicleta com registros de roubo. No interior do imóvel foram presos José Leonardo da Silva Sousa, 29, e Michele da Silva Sousa, de 32 anos. Michele seria esposa e Leonardo cunhado do presidiário "Marcelo bob". Um adolescente de 16 anos foi apreendido e, segundo acusações da polícia, todos ajudavam de alguma maneira para que os roubos ocorressem.
        
A Polícia Civil continua investigando para tentar prender outros integrantes da quadrilha. Mesmo já estando no presídio, "Marcelo bob" deve responder, juntamente com a esposa Michele e o cunhado Leonardo, pelos crimes de formação de quadrilha, roubo e receptação de veículos roubados. O adolescente apreendido está sob a custódia da justiça.

Texto e foto: Tiago Silva

Reincidentes são flagrados com maconha e cocaína

Um adulto foi preso e um menor de 16 anos foi apreendido por policiais militares do destacamento do município de Inhangapi, no nordeste paraense. No total, uma pequena porção de maconha e 16 petecas de pasta base de cocaína teriam sido apreendidas com a dupla que já possui diversas passagens pela justiça.
        

Na manhã de ontem, o sargento Edmar recebeu uma ligação anônima dando conta que em uma casa, situada no bairro Vila Nova, próximo da sede do condor, se encontravam duas pessoas suspeitas e que as mesmas provavelmente estariam preparando entorpecentes. Não pensando duas vezes o comandante do destacamento, juntamente com sua equipe, formada pelos cabos Câmara, F. Moura e pelo soldado Daniel, se deslocaram até o endereço informado e, com a permissão dos suspeitos, adentraram no imóvel encontrando drogas e dinheiro.

        
Luiz Henrique Saraiva da Conceição, 23 anos, foi preso e um adolescente de 16 anos foi apreendido. "No local encontramos aproximadamente 1,5 gramas de maconha, 16 petecas de pasta base de cocaína, além de R$ 90,00 que acreditamos ser fruto da venda do material ilícito", informou Edmar. 
        
Ainda segundo a PM, o adolescente residia em Belém, no canal Tucunduba, mas que o mesmo há 4 meses passou a residir em Inhangapi, onde nesse curto período já teria sido apreendido por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. No ano de 2010, o adulto Luiz Henrique já havia sido preso por roubo, no distrito de Marudá. 
        
O maior retornou para o presídio e em relação ao menor de idade a Polícia Civil deverá pedir sua internação em um abrigo para adolescentes infratores.

Texto e fotos: Tiago Silva

Casal é detido com mais de meio quilo de cocaína

Foi através de denuncias anônimas que policiais militares detiveram um homem e uma mulher suspeitos de comercializarem entorpecentes, no município de Santa Maria do Pará, no nordeste do estado. No imóvel de propriedade do casal teria sido encontrado mais de meio quilo de droga do tipo cocaína. As prisões ocorreram na noite de terça-feira (05), por volta das 21h.
        
Logo após receberem denuncias de que em uma casa, localizada no bairro da Marambaia, funcionaria um ponto de distribuição e venda de drogas, uma guarnição da Polícia Militar, sob o comando do cabo Tavares e composta pelo cabo Dias e pelo soldado Eduardo, se dirigiu na viatura 6905 até a Rua Santa Rosa, onde, em frente da casa denunciada, localizou um homem demonstrando nervosismo. Durante revista pessoal nada proibido por lei foi encontrado com o suspeito. 
        
Não satisfeitos, os policiais pediram permissão ao homem para que uma revista fosse realizada na casa do mesmo. A permissão foi concedida e, no momento em que os militares adentravam na residência, uma mulher saiu correndo com um recipiente plástico nas mãos. A mulher foi alcançada e no interior do recipiente continha 24 "cabeças" de pasta base de cocaína (pesando cada uma 25 gramas).
        
Marcio Vinicius da Silva e sua esposa Ivonete Rodrigues do Nascimento, ambos com 34 anos de idade, foram apresentados na delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados com base no artigo 33 do código penal brasileiro (tráfico de entorpecentes) e já se encontram à disposição da justiça. A mulher está no presídio feminino de Ananindeua e o homem se encontra custodiado na carceragem da delegacia de Santa Maria do Pará.

Texto e foto: Tiago Silva

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Família de vítima fatal denuncia desrespeito com os mortos

Em Castanhal, cidade do nordeste paraense, o Instituto Médico Legal (IML) demorou aproximadamente sete horas para remover o cadáver de um idoso de 61 anos de idade que morreu vítima de um possível ataque fulminante. O corpo ficou exposto no chão frio de uma lanchonete e nenhum órgão de segurança pública teria permanecido no local para evitar que curiosos tocassem no cadáver. O fato ocorreu na segunda-feira (04).
        
Segundo informações, o idoso Raimundo Moreira Junior, 61 anos, se encontrava no terminal rodoviário de Castanhal quando, por volta das 14h, se dirigiu até uma lanchonete e pediu uma vitamina. Nesse momento, o cliente teria passado mal, caído do banco onde estava sentado, batido violentamente com a cabeça no piso e morrido depois de alguns minutos. O Samu foi acionado, mas o homem já estava sem vida quando uma equipe de resgate chegou no local. "Eles (Samu) só vieram aqui rapidinho e foram logo embora", contou uma testemunha.
        
Antes e durante a chegada de peritos do IML, nenhum policial civil ou mesmo militar havia comparecido no local. Curiosos a todo momento tocavam no corpo, que já estava com mau cheiro, e uma pessoa até pegou um aparelho celular que estava no bolso da calça da vítima para acionar conhecidos do idoso. 
        
A família da vítima informou que o corpo ficou exposto das 14h até as 21h e que nenhuma providencia havia sido tomada. "O corpo do meu irmão ficou no chão por sete horas para poder ser removido. Isso é uma tremenda falta de respeito. Mesmo depois de morto o cidadão brasileiro ainda é humilhado", lamentou Beatriz dos Santos, irmã da vítima. Familiares informaram ainda que Raimundo Moreira Junior residia sozinho na colônia do Prata, zona rural do município de Igarapé-Açu, e que o mesmo estava em Castanhal para receber o dinheiro da aposentadoria.
        
O DIÁRIO procurou o responsável pelo Instituto Médico Legal para falar sobre o assunto. Dr. Belém se pronunciou explicando que o IML de Castanhal possui somente três viaturas e um perito de local de crime por dia e que as únicas três viaturas se encontravam em outras cidades da região realizando remoções de outros cadáveres e que por esse motivo a remoção do corpo do senhor Raimundo Moreira demorou para acontecer. "Vamos fazer uma reunião para colocarmos dois peritos de local de crime por dia e ainda tentar conseguir mais viaturas", prometeu Dr. Belém.
        
Um laudo médico deverá comprovar se Raimundo Moreira Junior morreu de ataque fulminante ou devido o baque na cabeça provocado pela queda.

Texto e fotos: Tiago Silva

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Fatalidade: mulher morre vítima de acidente na BR-316

Uma mulher morreu após se envolver em um acidente de trânsito ocorrido na manhã de ontem, por volta das 7h. A tragédia aconteceu na altura do km 86, entre os municípios de Castanhal e Santa Maria do Pará, no nordeste do estado. Uma outra pessoa ficou ferida e teve que ser encaminhada para um hospital da região.
        
Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima, identificada por Darlem Matos do Nascimento, 26 anos, trafegava em sua motocicleta pela BR-316 quando colidiu com um ciclista que tentava atravessar a pista. A motoqueira caiu ao chão e foi atingida em cheio por um carro particular. O impacto foi tão violento que a mulher teve morte instantânea.
        
Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e conduziu o ciclista, ainda não identificado, para passar por atendimentos médicos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas) de Castanhal. O homem não corre risco de morte.
        
Peritos do Instituto Médico Legal (IML) também estiveram no local do acidente para realizar a remoção do cadáver de Darlem Nascimento. De acordo com informações colhidas no IML, a vítima fatal morava em Bragança e seria funcionária dos Correios do município de Santarém Novo.

Texto e fotos: Tiago Silva

Trio é preso após roubar casa e ameaçar vítimas

Durante a madrugada de ontem, por volta das 2h, três homens armados invadiram uma residência, localizada no bairro São Francisco, no município de Igarapé-Açu, nordeste do Pará, e conseguiram roubar vários objetos de valor, entre eles uma televisão, aparelhos celulares, jóias, além de certa quantia em dinheiro. Os ladrões, bastante agressivos, ainda ameaçaram de morte uma jovem de 20 anos que recentemente havia dado à luz a um bebê.
        
Logo após o fato, a Polícia Militar foi acionada, realizou buscas e conseguiu prender os três envolvidos no assalto. Os objetos roubados também foram recuperados. Na delegacia de Polícia Civil, Daniel, vulgo "Gaguinho", Márcio, conhecido como "Limpeza" e o terceiro preso identificado apenas pelo apelido de "Bob esponja", teriam confessado o crime ao investigador Sadan. 
        
Na casa onde o trio foi localizado, a polícia encontrou uma arma de fabricação artesanal de alto poder de fogo. As prisões foram efetuadas através da guarnição comandada pelo sargento Soares e composta pelos cabos Lima, Ernesto e Cledivaldo. "A arma nos causou espanto quando a vimos. Ela ‘calça’ munição de fuzil calibre ponto 50 e se disparada faz um estrago enorme", disse o comandante da guarnição. 
        
Segundo a polícia, os três envolvidos já são conhecidos por já terem praticado diversos assaltos pelo município de Igarapé-Açú e agrovilas. O trio foi encaminhado para um presídio do estado após ser autuado pelos crimes de assalto e posse ilegal de arma de fogo e de munição.

Texto e fotos: Tiago Silva