quinta-feira, 2 de outubro de 2014

TÚNEL PERMITE QUE 14 FUJAM DE PENITENCIÁRIA

Quatorze homens perigosos estão soltos por ai e podem cometer crimes a qualquer momento. Eles conseguiram fugir da Central de Triagem Metropolitana I (CTMI), anexada no complexo penitenciário de Americano, em Santa Izabel do Pará, região metropolitana de Belém. A fuga ocorreu no início da madrugada de ontem, por volta de 1h.  A corregedoria da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) irá abrir uma sindicância administrativa para apurar as circunstâncias da fuga.
        
Clique na imagem
Segundo a Susipe, os internos construíram um túnel no chão da cela 14 e tiveram acesso a área externa da unidade prisional, onde não há muralha de vigilância e fugiram em direção à mata. As policias civil e militar passaram o dia realizando buscas pela área e pela região, mas nenhum foragido havia sido recapturado até o fechamento desta edição.
        
Homens da Companhia de Operações Especiais (COE), da PM, foram acionados e, com apoio de agentes prisionais, fizeram revistas e a recontagem de outros presos que se encontram custodiados em outras celas. Nenhuma ferramenta utilizada na escavação do túnel foi encontrada, segundo a polícia. Atualmente, a Central de Triagem Metropolitana I está superlotada abrigando 277 presos, sendo que a capacidade é para no máximo 148 vagas.
        
Os procurados são: Adenilson Santos Junior, Celso dos Reis Costa, Gleuson Rocha Bezerra, Álisson Santos de Sousa, Jhone Cley Picanço dos Santos, Lucas de Souza Costa, Manoel de Jesus Oliveira da Silva, Nilson Pantoja de Souza, Reginaldo dos Santos Machado, Rosivan dos Santos Pereira, Sidnei Rodrigues de Oliveira, Francilei Gomes Maciel, Virgilho Isaac Alves Silveira Junior e Wagner Sousa dos Santos. Todos são condenados de justiça e respondiam criminalmente por roubo.
        
A polícia pede que a população denuncie o paradeiro dos foragidos, através do Disque-Denúncia, o telefone 181. O denunciante não precisa se identificar.

Reportagem: Tiago Silva

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Castanhal: menino é assassinado com três tiros

Ainda são poucas as informações sobre o corpo de um garoto (aparentando ter entre 13 a 15 anos de idade) que foi encontrado na manhã de ontem às margens da rodovia PA-242, mais precisamente na Agrovila Santa Terezinha, zona rural da cidade de Castanhal, no nordeste do Estado. A vítima foi executada com três tiros, sendo um na cabeça, um na perna esquerda e outro no abdômen.
        
O cadáver foi encontrado por agricultores que se acordaram cedo para vender verduras e frutas na feira da Ceasa de Castanhal e, ao meio da viagem, tiveram a desagradável surpresa ao se depararem com uma pessoa morta. A Polícia Militar foi acionada, mas colheu poucas informações sobre o fato. Moradores da área informaram apenas que não perceberam nenhuma movimentação estranha durante a noite e muito mesmos durante a madrugada. O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML).

O delegado Patrício Pontes, titular da Divisão de Homicídios (DH), informou ao DIÁRIO que a vítima praticava pequenos delitos e teria envolvimento com o mundo do tráfico de drogas. A Polícia Civil investiga para tentar elucidar o caso.

Reportagem: Tiago Silva

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

DOIS SÃO MORTOS EM CASTANHAL A FACADAS E PAULADA

Duas mortes violentas foram registradas durante o fim de semana, em Castanhal, cidade do nordeste paraense. As vítimas foram mortas a paulada e a facadas. Os casos estão sendo investigados pela Polícia Civil, através da Divisão de Homicídios (DH). A primeira morte violenta ocorreu no sábado (27), por volta das 21h40min, na ocupação da "Pedreirinha", área do bairro Imperador. Segundo a polícia, um grupo de amigos passou o dia e entrou à noite ingerindo bebida alcoólica em uma casa, localizada na Travessa Roraima, quando em um determinado momento Lorran Sousa, 20, se desentendeu com Fábio da Silva Ribeiro, de 27 anos. 

Após a discussão, Fábio Silva, que é irmão de um soldado da Policial Militar, sentou-se em uma cadeira. Aproveitando-se da distração, Lorran Sousa se armou de um pedaço de pau e aplicou uma paulada violenta na nuca de Fábio, que chegou a ser socorrido, mas morreu logo que deu entrada no hospital da cidade. O assassino está foragido.

O segundo assassinato ocorreu na madrugada de domingo (28), por volta das 2h30min, na ocupação "Ana Júlia III", encravada no bairro Novo Estrela. Marcelo Wilhames Campos de Lima morreu aos 20 anos de idade após tentar assaltar uma mulher. O cunhado da vítima, identificado por Gedean de Jesus Ximenes, de 32 anos, reagiu e matou o assaltante a facadas. 
        

De acordo com informações colhidas no local pelo cabo PM Almeida, a mulher chegava em sua residência quando foi surpreendida por dois homens encapuzados que anunciaram um assalto. "Ela (vítima) retornava de um aniversário. Ao ouvir gritos de socorro, o cunhado dela saiu de uma casa ao lado e travou luta corporal conseguindo ainda desferir várias facadas em um  dos assaltantes. Marcelo Wilhames morreu na hora e seu comparsa, ainda não identificado, fugiu correndo", contou Almeida.


Gedean de Jesus também foi esfaqueado, perdeu grande quantidade de sangue e teve que ser encaminhado para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua, e seu estado de saúde era considerado grave. Os bandidos pretendiam roubar uma motocicleta.

A Polícia Civil tomou conhecimento sobre os dois homicídios e trabalha para tentar prender Lorran Sousa, que matou a paulada Fabio da Silva. A Divisão de Homicídios (DH) tenta ainda identificar e prender o segundo envolvido na tentativa de assalto que resultou em morte no bairro Novo Estrela.

Reportagem: Tiago Silva

HOMEM É ROUBADO E MORTO COM TIRO NA CABEÇA

Um latrocínio (roubo seguido de morte) foi registrado na manhã de sábado (27) na delegacia de Polícia Civil do município de Igarapé-Açu, região nordeste do Pará. A vítima, que trabalhava plantando mandioca e vendendo tucupi na feira, foi executada com um tiro na cabeça e teve seus pertences roubados pelo assassino. O principal suspeito de ter praticado o crime foi preso no dia seguinte.
        
De acordo com investigações da polícia, o agricultor Jorge Ferreira da Silva, passou a noite de sexta-feira (26) bebendo no bar do "Cuca", juntamente com o caseiro Leandro da Silva, que trabalhava em uma fazenda, situada no km 05, da rodovia PA-127, mais precisamente na Vila de Pajurá, na zona rural de Igarapé-Açu. Por volta da meia-noite, Leandro da Silva teria convidado o amigo para que os mesmos continuassem a diversão na fazenda. Atendendo ao pedido, José Ferreira comprou mais dez latinhas de cerveja e a dupla se dirigiu até a propriedade rural, onde Leandro matou Jorge e depois roubou o valor de R$ 1.000,00 (Mil reais) e fugiu na motocicleta modelo Titan, cor azul, da vítima, segundo a polícia. Antes da fuga, o assassino arrastou o cadáver pelo chão de cimento até a mata, tentando ocultá-lo.
        
O caso foi descoberto na manhã de sábado (27) depois que o proprietário da fazenda chegou procurando pelo caseiro para que o mesmo fosse alimentar os gados com capim, por volta das 8h. O funcionário não foi encontrado e a polícia foi acionada quando o fazendeiro encontrou manchas de sangue espalhadas pela casa. Buscas foram realizadas e um corpo foi encontrado com uma perfuração de bala na cabeça, em uma área de mata bem próximo da fazenda. A arma utilizada no crime, uma espingarda do tipo cartucheira calibre 20, foi apreendida. Mais tarde o corpo foi identificado como sendo de Jorge Ferreira da Silva, de 36 anos, morador da Vila de Pajurá.
        
Na manhã de domingo (28), o cabo PM Cleidivaldo obteve a informação de que o assassino se encontrava na cidade de Castanhal à espera de um ônibus pretendendo fugir para o Estado do Maranhão. Sem pensar duas vezes, o militar se dirigiu até Castanhal conseguindo prender o principal suspeito na praça da Matriz, no centro da cidade. Os investigadores Carlão e Castelo, da Polícia Civil, também participaram da prisão.
Acusado
        
O acusado, que teria confessado a autoria do crime, foi autuado por latrocínio pelo delegado que investigava o caso. Leandro da Silva se encontra custodiado à disposição da justiça no Centro de Recuperação de Castanhal (CRCAST).

Reportagem: Tiago Silva

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

"NEGO JUNIOR" É PRESO POR ROUBO DE MOTOCICLETA

O maranhense Luiz Carlos dos Santos Filho, mais conhecido pelo apelido de "Nego Junior", de 26 anos, foi preso sob a acusação de ter roubado uma motocicleta na comunidade do 1º Caripi, zona rural do município de Igarapé-Açu, no nordeste do Pará. Luiz Carlos é um velho conhecido da polícia por já ter praticado crimes também na cidade de Castanhal.
        
O roubo ocorreu na noite de anteontem, por volta das 22h. A vítima relatou em Boletim de Ocorrência (BO) que trafegava tranquilamente em sua motocicleta quando de repente dois homens surgiram do escuro anunciando assalto. "Um pegou a minha moto enquanto outro bandido apontava um revólver em minha direção, fazendo ameaças. Depois, a dupla fugiu tomando rumo ignorado", contou.
        
Após tomarem conhecimento do fato, os cabos Adelson, Guilherme e Ernesto entraram na viatura 0530 e saíram à caça conseguindo deter um suspeito. Em outra viatura, os soldados Giovane e Braga vasculharam a área, mas o segundo envolvido não foi encontrado. O detido, identificado por Luiz Carlos dos Santos Filho, foi conduzido à delegacia de Polícia Civil, onde negou tudo. Mas no dia seguinte foi reconhecido pela vítima como sendo um dos autores do roubo.
        
Durante interrogatório, o acusado confessou participação no crime revelando ainda onde o veículo estava escondido. Sem perder tempo, a equipe do cabo PM Cleidivaldo, juntamente com a equipe do investigador Rui, se deslocaram até o campo do "Maconhão" encontrando a motocicleta em uma área de mata. No local foram vistas folhas de sororoca que, segundo a polícia, serviam de cama para assaltantes. "À noite eles praticavam crimes, dormiam em cima das folhas de sororoca e iam em bora ao amanhecer", confirmou um dos policiais.
        
Diante das evidências, Luiz Carlos, o "Nego Junior", foi transferido ao sistema carcerário para ficar à disposição da justiça após ter sido autuado por roubo pelo delegado Cruz. O segundo envolvido no crime ainda se encontra foragido.

Reportagem: Tiago Silva

HOMEM QUE ATIROU EM VÍTIMA DURANTE ASSALTO É PRESO

No município de São Miguel do Guamá, no nordeste paraense, a Polícia Civil cumpriu mandado de prisão expedido pela justiça contra Edson Renilson Gomes Miranda, 18 anos, acusado de ter efetuado um disparo de arma de fogo nas costas de uma mulher de 28 anos de idade. A bala acertou a coluna cervical e quase a vítima fica tetraplégica . O crime ocorreu no dia 5 de junho deste ano. O acusado foi preso na manhã de ontem.
        
A vítima contou à polícia que no dia do crime trafegava tranquilamente em via pública pelo bairro Vila Nova quando dois homens se aproximaram e anunciaram o assalto. Ela disse ainda que um dos assaltantes, armado de um revólver, efetuou um tiro que atingiu suas costas. Após o disparo, a dupla fugiu do local em uma bicicleta levando somente um aparelho celular. Populares socorreram a mulher que logo em seguida foi encaminhada por uma equipe de resgate para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua, onde foi atendida e hoje está viva para contar a história.
        
Na época uma guarnição da Polícia Militar se dirigiu à casa do acusado, situada na 6ª Rua das Palmeiras, mas a diligência não teve êxito. A justiça decretou um mandado de prisão preventiva contra o atirador. Edson Renielson Gomes Miranda, de 18 anos, foi localizado e preso na manhã de ontem pela equipe do delegado Ronaldo Lopes. Na delegacia de São Miguel do Guamá, o preso alegou que só atirou para assustar a vítima. O acusado contou ainda que durante o assalto teve apoio de um adolescente de 17 anos. O menor infrator não foi localizado.
        
Edson Renilson Gomes Miranda já está na cadeia aguardando o dia de seu julgamento. Ele foi autuado pelos crimes de assalto a mão armada e tentativa de homicídio.

Reportagem: Tiago Silva

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

ACIDENTE MATA MOTOQUEIRO NA RODOVIA PA-318

Um acidente de trânsito com vítima fatal aconteceu na tarde de sexta-feira (19), por volta das 13h40min, na PA-318, entre o município de Marapanin e a localidade de Caratateua, no nordeste do Estado. Um jovem de 25 anos morreu após colidir sua motocicleta com uma caminhonete. Revoltados, parentes e amigos da vítima fatal tocaram fogo no carro. Com medo de ser morto, o motorista fugiu do local.
        
Segundo informações do sargento PM Deusdeth, comandante do destacamento de Marapanin, Evadelson de Castro Monteiro, conhecido por "Chibé", trafegava em sua motocicleta pela PA-318 quando em uma curva, próximo do "Igarapé do Messias", teria perdido o controle, invadido a contramão e colidido frontalmente com uma caminhonete. "Pelo menos foi isso o que informaram para mim e para minha guarnição. Ainda segundo testemunhas, o motoqueiro atendia o telefone celular ao mesmo tempo em que pilotava", informou o comandante.
        
Com o impacto da batida, Evadelson Monteiro, de 25 anos, morreu na hora. Ele estava de capacete e possuía todos os documentos necessários, tanto pessoal quanto de seu veículo, segundo a polícia. Wendeu Odinaldo Barros da Silva, conhecido por "Louro", que dirigia o carro fazendo propaganda política, fugiu do local, provavelmente com medo de ser linchado.
        
Populares quebraram e depois atearam fogo no carro. Os ânimos só foram acalmados com a chegada da Polícia Militar. Wendeu Odinaldo foi localizado e conduzido à delegacia de Polícia Civil, onde foi
ouvido pelo delegado de plantão. O motorista deverá responder, em liberdade, por homicídio culposo no trânsito (quando não há a intensão de matar).

Reportagem: Tiago Silva