quinta-feira, 16 de outubro de 2014

DOIS SÃO PRESOS SUSPEITOS DE MATAR RIVAL

Em menos de 24 horas, a Polícia Civil desvendou um caso de homicídio e prendeu duas pessoas que teriam praticado o crime. O assassinato ocorreu no início da noite de segunda-feira (13), em Castanhal, no nordeste paraense, e as prisões foram efetuadas na tarde de terça-feira (14), na mesma cidade. Na casa dos acusados, investigadores encontraram uma arma de fogo municiada.
        
Os irmãos Elivelton de Sousa Freitas, 18, e Nancelmo Braga de Sousa, 24 anos, segundo a polícia, teriam confessado que mataram José Roberto Travassos da Conceição, de 32 anos. A vítima, que era dona de uma extensa ficha criminal, foi morta na frente da casa, onde residia, no bairro Cariri, com quatro tiros na cabeça e um no braço direi
to. José Roberto estava sentado em uma cadeira conversando com familiares quando foi surpreendido por dois homens que chegaram efetuando vários disparos e depois fugiram de bicicleta. José estava armado de uma pistola calibre 380, tentou reagir, mas ao invés de
destravar a pistola, ele acabou foi ejetando o carregador o deixando cair no chão com dez munições intactas.
        
Uma câmera de circuito externo registrou toda a ação dos assassinos. Com as imagens em mãos, o delegado Patrício Pontes, titular da divisão de homicídios, e o delegado Luiz Xavier, superintendente da zona do salgado, descobriram o endereço dos atiradores. Durante revista na casa dos principais
Vítima

suspeitos, situada no bairro Jaderlândia, o investigador Nivaldo encontrou um revólver calibre 38 com duas munições intactas. Elivelton de Sousa e o irmão dele, Nancelmo Braga, que possuem passagens pela justiça por tráfico de drogas e assalto a mão armada, foram conduzidos à delegacia do centro de Castanhal, onde foram reconhecidos por testemunhas.

        
José Roberto foi assassinado porque estaria devendo dinheiro do tráfico de drogas e ainda teria tentado matar os fornecedores dos entorpecentes, segundo o delegado Patrício Pontes. Nancelmo e Elivelton foram autuados por homicídio e já se encontram encarcerados à disposição da justiça.

Reportagem: Tiago Silva

OPERAÇÃO DETÉM 14 SUSPEITOS E APREENDE DROGAS EM CASTANHAL

Na tarde de ontem, cumprindo determinação do coronel França, que é o comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar (5º BPM), policiais fizeram uma varredura na cidade de Castanhal, no nordeste do Pará, com o objetivo de combater a criminalidade. O resultado foi de uma arma de fogo apreendida, drogas retiradas de circulação e 14 pessoas detidas. 
        
A tropa se concentrou no Beta Zero, no centro da cidade, e, após orações pedindo proteção divina à tropa, os militares saíram pelas ruas de Castanhal a fim de prender pessoas de má conduta que estivessem tirando o sossego de cidadãos de bem. A primeira detenção ocorreu no bairro Jaderlândia, por volta de 1h. O cabo Pessoa e a soldado Camila perceberam quando um adolescente tomou o boné e um par de sandálias de um estudante. O menor infrator, ao ser detido, desferiu uma facada na mão direita do cabo Pessoa e escapou pulando quintais de residências. Foi solicitado reforço e o adolescente foi capturado. O policial ferido passa bem.
        
Já por volta das 16h, na ocupação "Ana Júlia", no bairro Novo Estrela, o cabo R. Teixeira com sua equipe, formada por três soldados, apreendeu uma espingarda de fabricação caseira calibre 32 com uma munição intacta. A espingarda estava escondida em um terreno baldio. Ray Santos Silva, de 20 anos, confessou ser o dono da arma letal e recebeu voz de prisão. Outros quatro jovens, que estavam na companhia de Ray, também foram encaminhados à delegacia, mas foram ouvidos como testemunhas e depois liberados. Ray Santos Silva foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e levado para o presídio. Minutos depois, no conjunto Jardim Tropical, outra guarnição da PM apreendeu uma pequena quantidade de pasta base de cocaína. Cinco homens, suspeitos de serem os donos do entorpecente, foram apresentados ao delegado Victor e autuados por tráfico de drogas.
        
Mais entorpecentes foram retirados de circulação no bairro Santa Helena. Durante revista pessoal feita em três jovens suspeitos, agentes do grupamento Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam) encontraram 14 petecas de pasta base de cocaína e 4 papelotes de maconha, além de R$ 561,00 que seria fruto do tráfico. O trio foi autuado, em flagrante, e colocado à disposição da justiça.
        
O coronel França acredita que assaltos, bem como outros crimes violentos foram evitados com as prisões. O comandante adiantou que outras operações deverão acontecer na cidade.

Reportagem: Tiago Silva

terça-feira, 14 de outubro de 2014

ACIDENTE NA BR-010 MATA PAI E FILHA

Duas pessoas da mesma família morreram e outra ficou gravemente ferida após se envolverem em um acidente de trânsito ocorrido na tarde de domingo (12), por volta das 16h, em São Miguel do Guamá, no nordeste paraense. As vítimas estavam em uma motocicleta quando se chocaram com uma carreta (carregada de carros) na altura do km 18, da rodovia BR-010. Nenhuma das vítimas usava capacete, segundo testemunhas.
        
O motorista da carreta, identificado como Elias Ferreira, natural de São José dos Pinhais/PR, contou na delegacia de polícia de São Miguel do Guamá que seguia pela BR-010 com destino a Belém quando de repente um motociclista saiu de trás de um carro, de cor escura, e invadiu a contramão. Elias contou ainda que tentou impedir a colisão jogando a carreta para o acostamento, mas não deu tempo. A motocicleta atingiu a lateral direita do veículo pesado e os ocupantes caíram na pista.
        
Aldo Sena Correia, 24, foi arrastado pelo asfalto e como consequência teve seu corpo partido ao meio. Ele morreu na hora. A filha dele, de apenas dois anos de idade, também morreu atropelada. Keila Cristina Carvalho, de 24 anos, mãe da criança, sofreu ferimentos pelo corpo e teve que ser encaminhada às pressas em estado grave de saúde para o Hospital Metropolitano, em Ananindeua, na região metropolitana de Belém.
        
Elias Ferreira teria prestado socorro, ligando para o Corpo de Bombeiros, e depois se dirigido até a delegacia para prestar esclarecimentos. Ele foi autuado por homicídio culposo no trânsito (quando não há a intensão de matar) e responderá o processo em liberdade.

Reportagem: Tiago Silva

HOMEM É MORTO COM CINCO TIROS NA FRENTE DE CASA

José Roberto Travassos da Conceição, de 32 anos, foi executado com quatro tiros na cabeça e um no braço direito. O crime ocorreu no início na noite de ontem, por volta das 19h, na cidade de Castanhal, região nordeste do Estado. A vítima foi morta em frente de sua residência por dois homens desconhecidos.
        
De acordo com informações colhidas pelo DIÁRIO no local do crime, José Roberto se encontrava sentado em frente de sua casa, localizada na Rua Maximino Porpino, no bairro Cariri, quando foi
surpreendido por dois homens armados que efetuaram vários disparos. Pelo menos cinco tiros acertaram José. Ele morreu ainda no local e os assassinos fugiram em uma bicicleta.
        
A Polícia Militar foi acionada e encontrou, na cena do crime, um carregador de pistola calibre 380 com 10 munições intactas. Buscas foram realizadas, mas nenhum suspeito foi localizado. Segundo a polícia, a vítima teria envolvimento com o tráfico de drogas. O caso está sendo
investigado pela Polícia Civil, através da Divisão de
Homicídios.

JOVEM ASSASSINADA
        
José Roberto Travassos da Conceição era companheiro de Jéssica Tâmara Maia do Nascimento, de 22 anos, que foi assassinada com três tiros na cabeça no dia sete de agosto deste ano, no mesmo bairro e quase no mesmo horário em que seu marido foi morto. Ela também foi executada por dois homens desconhecidos que estavam em uma bicicleta. Jéssica também, segundo a polícia, teria envolvimento com o tráfico de drogas. Nenhum assassino foi preso ainda.

Reportagem: Tiago Silva

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

ASSALTANTES MORREM DURANTE TROCA DE TIROS COM A PM EM CASTANHAL

O saldo de uma perseguição policial foi de uma intensa troca de tiros, entre policiais militares e criminosos. Três armas de fogo foram apreendidas e dois veículos foram recuperados, após um assalto ocorrido na noite de quinta-feira (9), na zona rural da cidade de Castanhal, no nordeste do Pará. Dois assaltantes morreram, outros dois conseguiram fugir e um foi preso, em flagrante delito. 

Tudo começou depois que cinco homens armados invadiram uma casa, situada na Agrovila Castelo Branco, e roubaram o que viram pela frente. Eles chegaram em um carro modelo Ford Fiesta, cor prata, com a placa de Ananindeua. Da casa foram roubados televisores, aparelho de som, telefones celulares, brinquedos e vários outros objetos de valor. Uma família inteira foi trancada dentro do banheiro do imóvel. O assalto ocorreu por volta das 21h. Quatro dos assaltantes fugiram em um carro modelo Hilux, cor prata, de propriedade das vítimas. Na fuga, um dos criminosos se perdeu do bando, e foi obrigado a abandonar o Ford Fiesta na estrada e invadir a mata para não ser

preso pela guarnição dos cabos A. Sérgio e Euly, que o perseguia.
        
A Hilux foi interceptada já na rodovia BR-316, no centro de Castanhal, pelo soldado Augusto Santos e pela cabo Oda, mas, em alta velocidade e efetuando tiros contra a guarnição, o quarteto conseguiu furar o bloqueio de apenas uma viatura com somente dois policiais dentro. Os criminosos pegaram duas rotatórias e foram parar no bairro Fonte Boa. O Grupamento Tático Operacional (GTO) e policiais da Ronda
Ostensiva Com o Apoio de Motocicletas (Rocam) deram apoio. O motorista da Hilux apostou no tudo ou nada e atravessou cruzamentos de ruas, provocando o atropelamento de duas pessoas, entre elas uma criança que teve que ser levada para o hospital da cidade com fraturas pelo corpo.
        
Ao perceberem que não iriam conseguir escapar no carro, os assaltantes desceram do veículo e pularam quintais de residências. Leonardo Teixeira Evangelista, de 28 anos, foi preso e com ele foi apreendido um revólver calibre 38
com o tambor carregado de balas. Ele foi encaminhado para a delegacia por uma equipe da Polícia Civil enquanto que a Polícia Militar continuava caçando os comparsas de Leonardo.
        
Já por volta das 23h, o telefone celular de um dos assaltantes tocou. Os policiais militares perceberam que a melodia vinha de um quintal arborizado. Eles pularam o muro e, ao focarem suas lanternas para o alto de um pé de jambeiro, avistaram dois homens agarrados nos galhos da árvore. Os desconhecidos receberam os PMs na base de muita bala. Houve reação e a dupla caiu estatelada no chão com tiros na altura do peito. José Luiz Cruz Dias e José Carlos morreram na hora. Com eles foram apreendidos mais dois revólveres calibre 38 com munições deflagradas. Os corpos foram removidos por peritos do Instituto Médico Legal (IML). Curiosos queriam, de qualquer forma, adentrar no quintal para ver os cadáveres ensanguentados.
        
O delegado Rodrigo Galende autuou Leonardo Teixeira Evangelista, que já está no presídio, por assalto a mão armada, dentre outros crimes. A
Polícia Civil abriu inquérito para apurar o fato e já identificou os dois assaltantes que conseguiram fugir. Todos seriam do bairro de Curuçambá, em Ananindeua, na região metropolitana de Belém.

Reportagem: Tiago Silva

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

ESTUPRADOR: CONDENADO VAI CURTIR IGARAPÉ APÓS FUGIR DA PRISÃO

No início da tarde de ontem, investigadores da Polícia Civil recapturaram um foragido da justiça. Francinei Helton Ferreira da Luz, de 34 anos, que de alguma maneira conseguiu fugir do Centro de Recuperação do Coqueiro, em Ananindeua, onde cumpria pena por estupro, foi preso no momento em que curtia a "liberdade" no município de Santa Barbara, no nordeste do Pará. 
        
O delegado Silvio informou que recebeu denuncias anonimas de populares dando conta que um foragido da justiça se encontrava tomando banho no igarapé do bambu, na zona rural de Santa Barbara, e que o mesmo aparentava estar drogado e tirava o sossego de outros banhistas. Rapidamente Silvio montou uma equipe e se dirigiu até o local e conseguiu realizar a recaptura com sucesso. Bastante alterado, Farncinei Helton Ferreira da Luz resistiu a prisão e ainda agrediu fisicamente o investigador Freire, que é chefe de operações. Foi necessário o uso de força para contê-lo.
       
Já na delegacia, ao saber que retornaria para o Centro de Recuperação do Coqueiro, o condenado tentou quebrar as grades da cela para escapar, mas não conseguiu. Francinei, após passar por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML), foi recambiado para o presídio no início da noite de ontem.

Reportagem: Tiago Silva

POLÍCIA LIBERA ACUSADO DE FALSIFICAR DOCUMENTOS

Robson Ferreira Moreira, de 30 anos, foi detido por policiais militares no momento em que falsificava documentos públicos em um cyber café, situado no bairro Jaderlândia, na cidade de Castanhal, no nordeste do Estado. O homem, flagrado em poder de dois atestados médicos falsificados, foi encaminhado à delegacia, mas logo foi liberado após ser ouvido por uma delega de plantão.
        
A prisão ocorreu na tarde de quarta-feira (8),  por volta das 17h30min. Homens do serviço de inteligência do 5º Batalhão de Polícia Militar (5º BPM) fizeram todo o levantamento, monitoraram e realizaram a prisão do denunciado. Robson Ferreira Moreira teria confessado aos policiais militares que falsificava atestados médicos de pelo menos dois hospitais de Castanhal e que os fornecia a terceiros com o objetivo de obter lucro financeiro. O comprador apresentava o atestado falso na empresa, alegando estar doente, para ganhar folga.
        
O falsário foi apresentado na delegacia de Polícia Civil do centro da cidade, onde se encontrava de plantão a delegada Nilde Rosa, e, como não teriam comparecido vítimas, assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado.

Reportagem: Tiago Silva